Afrodescendentes Online

Pergunta:
qual as musicas que os negros gostavam antigamente



Resposta:
Prezado Matheus, / - / A questão da "música" nos diferentes países do continente Africano e a "música" para afrodescendentes - no Brasil ou na diáspora negra - deve ser tratada como referência cultural, assim como os demais elementos de constituição da cultura e do conhecimento: culinária, arquitetura, engenharia, cultivo da terra, criação e cuidado com os animais e com a natureza, os aspectos teológicos e os valores da fé além das relações de parentesco, as estruturas hierárquicas, a percepção do bem e do belo, dentre outros. / - / No processo de aculturação que se deu no Brasil e nos países da diáspora, assim como nos países dos vários continentes, a música que os/as afrodescendentes gostam, hoje em dia, passa também pela mesma música globalizada que atinge a todos/as. Mas é importante observar que hoje - por influência direta do ontem (do antigamente) -, os ritmos que são encontrados no Brasil, na América do Norte e no Caribe, além de muitos países do "velho continente" Europeu (e que influenciam a música globalizada), são todos ritmos negros, de cultura negra. / - / É importante observar que para as culturas originárias (as populações aborígenes do planeta: negras, indígenas, australianos, etc.) a música está sempre relacionada à dança, ao movimento. Ou seja: "música é movimento" "música é dança" "dança é movimento "dança é música". / - / A dança do continente Africano é originalmente apresentada em rituais sagrados em contacto direto com a mãe natureza (agricultura, pesca, guerreiros, etc.). Assim também a música que acompanha as danças: os cânticos de louvor. / - / Para mais, sugiro que possa ler a resposta sobre "danças africanas" que postamos em >http://amaivos.uol.com.br/amaivos09/servicos/faq_resposta.asp?cod_pergunta=7619&cod_canal=69< / - / É muito importante que leia o texto do pesquisador, músico, compositor Nei Lopes que trata da "A presença africana na música popular brasileira", no link >http://www.espacoacademico.com.br/050/50clopes.htm< / - / E para não dizer que a influência negra se dá apenas na música popular (do Brasil ou do mundo), o compositor mundialmente conhecido Heitor Villa-Lobos, fez adaptação, por exemplo, de uma música em louvor ao Orixá Xangô (1919), sendo sua primeira execução em 1930, em Paris, sob a regência do próprio compositor. / - / Na linha de reflexão que adotamos aqui, identificando a relação direta entre música e dança como condição dos povos originários, Villa-Lobos também fez importantes adaptações de música-dança dos indígenas brasileiros. / - / Para mais: (1) algumas canções típicas brasileiras de Villa-Lobos >http://www.villalobos.ca/cancoes-tipicas-brasileiras< (2) ouvir Xangô, com a orquestra e o coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo >http://www.podcasts.com.pt/episodios/xangC3B4-14339678.html< / - / Continuamos ao dispor. Abraço virtual, Ana