Afrodescendentes Online

Pergunta:
Por que não tem o dia da consciência amarela, albina, parda, vermelha e branca? Preconceito aos amarelos, albinos, pardos, vermelhos e brancos ou preconceito aos próprios negros? Lembrando principalmente que esta terra antes de ser descoberta pelos portugueses sempre foi dos vermelhos!



Resposta:
Estimada Rachel, / Você postou duas perguntas relacionadas. Então, entendemos mais pertinente fazer uma única resposta. Visando orientar quem venha a ler nossa conversa, nesse site de Amai-vos, estou repetindo as perguntas aqui, entre parênteses ("Por que existe o feriado pela consciência negra?" / "Por que não tem o dia da consciência amarela, albina, parda, vermelha e branca? Preconceito aos amarelos, albinos, pardos, vermelhos e brancos ou preconceito aos próprios negros? Lembrando principalmente que esta terra antes de ser descoberta pelos portugueses sempre foi dos vermelhos!") / Rachel, acho que você conhece uma música que diz: "Todo dia era dia de índio. Agora ele só tem o dia 19 de abril." (Composição de Jorge Bem interpretação de Baby Consuelo ou Baby do Brasil). / Então, focando "objetivamente" uma parte de sua pergunta, temos: / Dia (Nacional) do índio - 19 de abril / Dia (Estadual-RJ) da China - 01 de outubro - http://portuguese.cri.cn/1/2004/11/05/1@18367.htm / Dia (Nacional) do Povo Cigano - 24 de maio / Dia (Internacional) do Povo Cigano - 08 de abril / Sobre os/as portadores de albinismo, por exemplo, não temos uma data de feriado, mas há/houve um Projeto de Lei de nº 3638/2004 que tinha a intenção de assegurar às pessoas portadoras de albinismo o exercício de direitos básicos nas áreas de educação, saúde e trabalho. A proposta, depois de pouca discussão, foi arquivada. / Podemos observar, por exemplo, o Dia Mundial da Osteoporose - 20 de Outubro e o Dia Mundial de Luta Contra a Aids - 01 de dezembro, apenas a título de exemplo. / Rachel, listei esses feriados no sentido de indicar a você que a questão do Feriado é uma questão de "oportunidade" / "necessidade". Tomando o caso da pessoa portadora de albinismo, o número de pessoas com essa característica é muito pequeno em relação à população mundial. Por outro lado, a não ser os preconceitos que são imputados a outros grupos, como aos negros, a pessoa portadora de albinismo não sofre discriminação diferenciada, como é o caso da discriminação racial, ou discriminação por opção/orientação sexual (homofobia e lesbofobia). / Por outro lado, não existe o "dia do homem"! Mas nós conhecemos o "Dia da Mulher". Nós conhecemos o "Dia dos Direitos Humanos". E por que existe um "dia dos direitos humanos"? Exatamente por que os direitos humanos estavam (e ainda estão) sendo desrespeitados, aviltados por ideologia de poder, nos grupos de dominação. / Então, Rachel: Por que é que não existe "dia do branco"? Exatamente porque o branco (em contraponto com o negro e o índio, que são povos originais discriminados) tem os 365 dias do ano e mais as 6 horas que são deixadas para compor os anos bissextos, a seu favor. Por que não existe o "dia do homem" (em contraponto com a mulher e as pessoas de opção/orientação sexual diferenciada, ou aos portadores de deficiência)? Exatamente pela mesma explicação anterior: os homens têm os 365 dias do ano e mais as 6 horas que são deixadas para compor os anos bissextos, a seu favor. / O mundo é machista, heterossexual, branco, ocidental, capitalista, consumista, para dizer idéias-chave que movem a humanidade produzindo a poluição, a exclusão social, o analfabetismo (por mais que se avance na ciência e na informação), além de tantas outras degradações a que é submetida a humanidade, especialmente aqueles povos do continente África, da América Latina e da Ásia. / A palavra "feriado", Rachel, vem de "FERIA", no latim, e quer dizer "dia de festa". Assim, considerando nossos dias da semana: segunda-FEIRA e etc., o que temos é que todos os dias são dias de festa ou deveriam assim serem encarados. / Quanto à especificidade do "feriado", entendemos que "é dia de festejar", mas não se trata de um momento de descanso, apenas. Feriado é ocasião para conviver para entender que um povo tem "aniversários" a comemorar. Com certeza, o "Dia da Mulher" é fundamental para a tomada de consciência do homem, do mesmo modo que o "Dia da Consciência Negra" é fundamental para o desenvolvimento de uma consciência solidária e anti-racista no branco. / Muitos desses "aniversários" são ocasiões reais para refletir sobre a idéia e os valores que estão "dentro" daquela data. Todo feriado é dia de tomar consciência. É sobre isso que reflete com muita propriedade o professor doutor em educação pela USP, Gabriel Perissé. / A propósito, sugerimos a leitura de seu texto sobre o Feriado em http://kplus.cosmo.com.br/materia.asp?co=168&rv=Colunistas / Para consulta, sugerimos os links, sabendo que nem todos os feriados (ou dias de comemoração e louvação) estão listados nos sites: http://www.ibge.gov.br/ibgeteen/datas/home.html / http://www.bu.ufsc.br/design/DatasComemorativas.php / http://www.arteducacao.pro.br/comemorativas.htm / Esperamos ter cooperado com sua reflexão. Abraço, Ana.