Afrodescendentes Online

Pergunta:
Não te sentes inferior as vezes?



Resposta:
Prezado Jefferson, /// Agradecemos seu contato e pedimos escusas pela demora na resposta, devido a problemas de conexão com o nosso Servidor. /// Quando você pergunta se uma pessoa "não se sente inferior, às vezes", penso que você se refere a uma pessoa negra, preta, "parda", mestiça.../// O que posso refletir com você é que, tanto sua pergunta, quanto a resposta da pessoa que responda "sim", estão motivadas pelo racismo sistêmico e institucional que impera no País. /// O racismo, como qualquer outro "ismo" é fruto de atitude excludente, preconceituosa, xenófoba! /// Até onde posso refletir, as opiniões racistas e excludentes são fruto da ignorância, da total falta de conhecimento sobre a própria biologia que determina a diferenciação entre as pessoas, de acordo com os continentes ignorância sobre valores, sobre história, sobre cultura... E o que é pior: ignorância e destruição de si mesmo, na medida em que aquele de rechaça, exclui, que quer eliminar o outro, se acha "o bom", "o belo" e "o melhor", como superior àquele que quer excluir ou colocar para escanteio. /// Na sociedade ocidental, não só os negros e negras têm sido algo da ignorância indicada acima mas também as mulheres (sendo negras, mais ainda) as crianças os idosos os deficientes os de proposta e atitude diferentes, seja no amor (relações homoafetivas), na religião (religiões de matrizes africanas, espíritas, mas também judeus e muçulmanos). /// Jefferson, para sair de uma postura e um sentimento de baixa auto-estima para sair de qualquer sentimento de inferioridade, vale falar: com a família, com os amigos, com parentes e professores/as. Mas vale MUITO estudar a história dos povos, estudar um pouco de sociologia e política, para entender por onde passam os olhares e as condutas de exclusão que alguns (ou muitos, incluindo as propagandas e programas de televisão) querem nos impor. /// Se sua pergunta vem motivada por algum sentimento que você tenha passado ou esteja passando, por gentileza, reflita comigo nos links que indico adiante. /// 1 - sobre a magnífica engenharia dos irmãos Rebouças na construção da Ferrovia Paranaguá-Curitiba, no Paraná, em 1854 /// http://www.gazetadopovo.com.br/vida-e- cidadania/historia/o-parana-segundo-os- reboucas-14nvrhwnwihimmahu56zyl2sa /// Caso você não clique sobre a imagem da locomotiva à esquerda, na matéria, já estou colocando o link com a imagem ampliada para que você veja o magnífico trabalho de engenharia. /// http://www.gazetadopovo.com.br/ra/media/Pub/G P/p4/2015/06/06/VidaCidadania/Imagens/Vivo/M USEU20PARANAENSE20- 20BRUNNO20COVELLO-66-k1gH- U101159538648tjD-1024x768@GP-Web.jpg /// Depois me diga: quem tem uma engenharia desta envergadura na ancestralidade, pode se sentir inferior? /// O outro link, para reflexão, está aqui mesmo, em Amai-vos, publicado há 10 anos (em 2007): /// http://amaivos.uol.com.br/amaivos2015/? pg=noticias&cod_canal=71&cod_noticia=8446 /// É uma bela história sobre a importância do negro, fazendo referência aos negros/as norte- americanos. /// É a história de um garoto chamado Theo que acordou um dia e perguntou a sua mãe: "Mãe, o que aconteceria se não existissem pessoas negras no mundo?" /// Sua mãe pensou por um momento e então falou: "Filho, siga-me hoje e vamos ver como seria se não houvesse pessoas negras no mundo". ... "...vá se vestir e nós começaremos". /// Jefferson, espero ter contribuído com sua reflexão. Com certeza, você pode ter acesso a importantes obras que tratam da questão que colocou: de se sentir inferior e de baixa autoestima. Se precisar de ajuda para escolher leituras, por gentileza, retorne. /// Já adiantando: você encontra importantes materiais (em textos não longos) em Geledés - Instituto da Mulher Negra, tanto no site www.geledes.org.br, quanto no Facebook - https://www.facebook.com/geledes /// Continuo ao dispor. Abraço, Ana