Espaço Social

Pílulas Espirituais - 19/setembro

Publicado em 25/9/2019 por: Pe. Pedro M. Guimarães Ferreira S.J.

141.“São Francisco de Borja SJ [...] dizia que se ele tivesse todos os bens criados [...], ele não teria saboreado tanta doçura nestes bens como ele sentia numa só comunhão” (Joseph Surin SJ, Les fondements de la Vie Spirituelle, tirés du Livre de L’Imitation de Jésus Christ, Cap. III, p. 18)

142.“O sol dos exercícios espirituais é o santíssimo, sagrado e soberano sacrifício e sacramento da Missa, centro da religião crista, coração da devoção, alma da piedade, mistério inefável que abarca o abismo do amor de Deus e pelo qual […] ele nos comunica magnificamente suas graças e favores. A oração feita em união com este divino sacrifício tem uma força indisível, de modo que por ele a alma abunda em favores celestes, como que apoiada sobre seu Bem-Amado, que a torna repleta de odores de suavidade spiritual […].Os coros da Igreja triunfante se unem ao da Igreja militante…” (São Francisco de Sales, o.c., cap, XIV)

143.« Tire este Sacramento (Eucaristia) da Igreja e que haverá no mundo, senão erro e infidelidade e o povo cristão como um rebanho de porcos disperso e dado à idolatria [...]. Mas por este Sacramento, a Igreja está de pé, a fé se revigora, vige a religião cristã e o culto divino, como disse Cristo : ‘Eu estarei no mundo até a consumação dos séculos’ » (São Boaventura, De praepatatione Missae, cap. 1, par. 1)

144.« A graça nada mais é que um certo início da glória [céu] em nós. » (São Tomás de Aquino, De Veritate, q. 14, a. 2)

145.«A graça santificante e a caridade que nos unem a Deus na sua vida íntima, são, com efeito, muito superiores às graças dadas pontualmente, mesmo as extraordinárias, como a Profecia ».

(Garrigou-Lagrange OP, Las tres edades de la vida interior, Desclée de Brouwer : Buenos Ayres, 1941, p. 40.)

Pe. Pedro M. Guimarães Ferreira S.J.